sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Você é relevante?


Em um mundo cada vez mais conectado e globalizado, a relevância se tornou um termo utilizado de maneira geral pelo número de visitas que um blog tem ou um usuário do twitter tem de seguidores. Por outro lado, relavância é umtermo mais abrangente, que determina como um indivíduo ou fato se destaca em relação a outros, assim como um aspecto geográfico se destaca em relação ao relevo.

Um aspecto que podemos analisar, é se você ser querido pelo seu gestor ou ter um marketing pessoal bom significa ser relevante para a empresa em que trabalha. E a medida dessa importância não vem de algum tipo de pesquisa ou dos famosos "feed backs" que você recebe de seu gestor. Atribuir relevância a estas avaliações é a mesma coisas que verificar o número de visitas em blog, ou seja, não se está observando o conteúdo, o quanto você está agregando valor à empresa.

Claro que todo tipo de avaliação é importante, até para o desenvolvimento profissional, mas existem fatores que podem fazer com que você se destaque na multidão. Veja se você já passou por alguma destas situações:

- Consegue através de seu trabalho resolver problemas realmente relevantes para a empresa;

- Em uma apresentação de seu trabalho para outras áreas e gestores, na maioria das vezes observa o rosto dos participantes da reunião com aprovação à sua forma de apresentar;

- Um colega que você admira por seu trabalho à empresa também admira e ressalta sempre sua contribuição, sem levar em conta seu relacionamento pessoal;

- Consegue manter sentimentos negativos como inveja, ambição por poder, interesses pessoais (incluindo bônus) abaixo dos interesses da empresa e é reconhecido por isso (novamente não leve em conta a opinião de seu gestor pois o mesmo pode estar contaminado por seus interesses);

- Em uma palestra para funcionários com cargo abaixo do seu, seja qual motivo for, ao final de sua apresentação pelo menos um deles te olha com um rosto terno e agradecido;

- E, principalmente, faz tudo com amor;

E, como sempre digo aqui no blog, cuidado, pois a geração Y já é uma realidade nas empresas e em todos os ítens acima eles são verdadeiros craques e você pode se surpreender em como são capazes mudar para a concorrência ao menor sinal de que não são relevantes. Para quem quer entender melhor isso, prestem atenção no vídeo abaixo:


Abraços a todos!
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

1 Comentário:

Sissym disse...

Luis,

Com certeza absoluta, a pessoa que não é relevante se torna desinteressante.

Sobre ter cuidado. Eu li recentemente que nos EUA, por exemplo, tem muitas pessoas na faixa de 50 a mais e que podem se aposentar a qq momento. Só que não existe profissionais mais jovens com a garra e criatividade tal como a que está para sair. Eu tambem tenho lido sobre os problemas das empresas para recolocação de profissionais, pois não encontram tão bem qualificados. Uma maioria da nova geração tem grande conhecimento de informatica, sabm mais de 1 idioma, já viajou para o exterior... mas não tem muito jogo de cintura, iniciativa e criatividade.

Bom fds.

Postar um comentário

  ©Antropomidia | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger