sexta-feira, 17 de junho de 2011

Suas atitudes determinam seu crescimento !


Caro amigo, você se identifica com uma ou mais de uma das dez atitudes muito comuns no dia a dia descritas abaixo?


- Parar em fila dupla para deixar o filho na escola ;


- Troca de faixa seguidas vezes em uma mesma avenida buscando uma faixa que ande mais que as outras;


- Exibe uma impaciência terrível em filas de supermercado porque você está com poucas coisas e a senhora à sua frente está procurando troco na bolsa;


- Fala em viva voz em seu Nextel ou em celulares semelhantes sempre na presença de outras ;


- É aquela pessoa que fala mais alto em um barzinho ou restaurante porque está se divertindo e não se importa se as pessoas nas mesas ao lado não ouvem suas próprias vozes;


- Deixa seus filhos pequenos à vontade gritando pelas áreas do condomínio que mora pois eles precisam extravasar, uma vez que moram em um apartamento de 50m2;


- Fura a fila em shows e eventos ou no momento do embarque em aeronaves pois abriram-se duas filas (geralmente são para embarque preferencial de quem senta no fundo do avião e depois quem vem na frente);


- Costuma interromper a conversa de duas pessoas por achar que sua idéia é mais importante que a da pessoa que estava falando;


- Anda na calçada no sentido das pessoas que vem a seu encontro e não desvia ou utiliza guarda-chuva e não se importa com as pessoas que estão passando a seu redor;



Tome muito cuidado. Se sua reação ao ler uma das frases foi se sentir injustiçado por mim você está correndo sério risco no mundo corporativo. Por mais que em nossa cabeça estamos interpretando um personagem no dia a dia dentro da empresa, certas características de caráter não deixam de aparecer. E suas atitudes no escritório não serão as listadas acima, óbvio, mas alguma muito parecida pode acontecer e a máscara deste personagem cair. Não há personagens. O que existe são momentos em que você tem que ser mais contido, assumir posturas menos descontraídas, mais sérias ou utilizando-se de sua concentração.


A partir do momento em que utilizamos de um expediente que esconda quem realmente somos estamos não só enganando nossos chefes, pares e subordinados, mas também estamos enganando a nós mesmos. O segredo não é fabricar um personagem e sim melhorar suas atitudes.


Vejamos uma analogia com algumas das situações acima:


- Será que uma pessoa que para em fila dupla é capaz de respeitar o espaço físico dos colegas no escritório?


- Uma pessoa que quer andar mais rápido que o trânsito ou não tem paciência em filas vai ter espírito de equipe e acompanhar o ritmo dos colegas de trabalho?


- Uma pessoa que utiliza um viva voz de maneira deselegante ou grita em um restaurante como se estivesse só vai deixar o clima de uma reunião calmo o tempo todo quando precisar conduzi-la?


- Ao não tomar conta de seus filhos ou interromper uma conversa entre duas pessoas será um bom gestor de pessoas e ouvirá as opiniões de seus comandados?


- Se anda na calçada ao encontro de pessoas ou fura filas o que será capaz de fazer essa pessoa com seus pares ou superiores quando quiser um cargo semelhante ao delas?


Claro que não estou traçando o perfil psicológico de um psicopata social, decerto não existe pessoa que seja dona de todas essas atitudes nem que se utilize dos 10 expedientes no topo do texto o dia inteiro. Deslizes acontecem e são da natureza do ser humano.


Observar quais atitudes que você toma no dia a dia com as mínimas coisas é importante e quanto melhores essas atitudes, seja no ambiente corporativo ou seja no cotidiano, elas te farão não só um profissional melhor mas também uma pessoa melhor. Tem a ver com sustentabilidade também, pois o ser humano não é vítima, ele é ator de modelos insustentáveis, inclusive de sua vida. A atitude do ser humano o leva para cima ou para baixo, na vida ou no mundo corporativo.


Perceba como uma palavra tão conhecida tem o poder de modificar suas atitudes: Respeito. Respeitar as pessoas muda a sua atitude, seja você da geração A, B, X ou Y. Reflita sobre isso.


Abraços a todos!

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Antropomidia | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger