terça-feira, 12 de abril de 2011

Primeiro emprego - Episódios 2 e 3


Os dois episódios exibidos no Fantástico nos dias 3 e 10 de Abril focaram o desempenho dos 4 voluntários nas empresas para as quais foram designados, de acordo com suas formações.

Gabriela, formada em publicidade, vai para uma agência e, ao contrário dos erros que cometeu na dinâmica, não chegou atrasada e se vestiu com discrição.

Enquanto isso, Fábio vai ficar um mês em uma construtora na área que cuida de impactos ambientais das obras. Sua maior missão vem quando o mandam para Chapecó, em Santa Catarina quase na divisa com o Rio Grande do Sul, analisar se todas as exigências ambientais estão em dia na construção de uma usina.

Maila, a engenheira química, vai trabalhar em um laboratório de análises clínicas e em sua primeira semana sua missão é a de analisar lâminas no laboratório de microbiologia. Demonstra experiência e qualidade no trabalho, analisando mais de 120 lâminas por dia.

Diego, que ao contrario das dinâmicas é chamado à atenção por chegar 20 minutos atrasado, ficou responsável por aplicar a pesquisa de satisfação dos turistas no trem do corcovado. Antes disso, sua chefe lhe pediu sugestões, no que Diego não ajudou muito.

O programa continua chamando mais à atenção dos defeitos dos funcionários do que em suas qualidades, uma pena, pois o bom exemplo é sempre bem vindo.


No terceiro episódio, Fábio pisa na bola com sua chefe ao fazer a apresentação sem agradecer a ajuda dela (mas uma apresentação com muita qualidade, detalhada e com postura). Já Maila, assim como no segundo episódio é observada como uma pessoa inflexível, e que não se submete a trabalhar em horários não combinados.

Diego faz bela apresentação sobre os resultados da pesquisa mas é chamado à atenção por ser tímido e por sua postura na apresentação. Em minha opinião, existem características que quando forçadas ressaltam o pior das pessoas e soa falso. Mas realmente ele precisa diminuir a velocidade ao falar e não repetir vícios de linguagem.

Por fim Gabriela, que ajudou a desenvolver uma campanha de cordialidade no trânsito. A mais elogiada por Max, pois ganhou pontos com a chefe ao abrir mão de um compromisso particular para desenvolver um trabalho com a chefe. Pequenas gírias e vícios de linguagem em sua apresentação não arranharam o ótimo desempenho que vem apresentando.

Domingo que vem teremos o último episódio da saga de Max Gehringer em mostrar como é o desafio do primeiro emprego para os jovens. Será a avaliação final deles e acredito que poderemos tirar boas lições do quadro como um todo.

Vamos aguardar!

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Antropomidia | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger