quarta-feira, 16 de junho de 2010

Sobre o Morumbi , treinos fechados e a arrogância

O ex-governador José Serra e o atual Alberto Goldman já garantiram. Não haverá dinheiro do Estado de São Paulo para construir um novo estádio em São Paulo. Nem metrô até Pirituba. O prefeito garante o mesmo. Hoje, a FIFA descartou o Morumbi como sede dos jogos da Copa do Mundo de 2014. Sob a alegação de que o dinheiro x projeto de reformulação do estádio não cumprem as exigências da entidade.


Então eu pergunto. Quem vai pagar a conta? Nos dias de hoje, empresas nacionais e multi-nacionais cortam custos como seus diretores cortam as unhas. Só investem naquilo que tem retorno garantido.

Mas, e se Aloisio Mercadante ganhar o governo do Estado ao final do ano? É muito importante sabermos sua opinião. Afinal, tudo pode mudar. Daí quem pode pagar a conta já sabemos. Mercadante não é corinthiano, é santista, por isso de todas as formas os interessados estão tentando viabilizar a co-administração do clube praiano no novo estádio, a ser construído em Pirituba. Todos sabem o quanto o atual Presidente (corinthiano) trabalhou para trazer a copa para o Brasil.

Antes que se fale em prazos, construtoras podem construir um estádio para 80 mil lugares em 2 anos. Então, caro leitor, vamos ver se vão empurrar essa decisão para depois das eleições. Nada contra qualquer time querer ter seu estádio, mas que se faça com dinheiro privado, não com o dinheiro dos impostos do contribuinte. Isso não é investimento, é burrice. Qual o retorno? Se você fosse dono de uma empresa investiria quase 1 bi em uma obra que demoraria 50 anos para se pagar? É só fazer as contas, em grandes jogos a renda não ultrapassa R$ 1 milhão. Digamos que esse estádio no futuro receba 2 grandes jogos por mês com os 80 mil pagantes (é o que acontece hoje no futebol paulista) serão R$ 20 milhões por ano, descontadas as férias dos jogadores. Sem contabilizar os custos, recebería-se o valor do investimento em 50 anos. Querem que quem pague a conta seja a viúva.

Falando um pouco de Copa 2010, acho um absurdo essa arrogância da dupla Dunga e Jorginho. Se eles tem um problema com a imprensa brasileira no passado, que resolvam isso pelos meios legais ou saiam no braço com eles. Mas nós não precisamos ficar alheios aos treinos da seleção por causa de uma ditadura imposta por eles. A imprensa mandou cerca de 600 jornalistas para a Copa, é preciso explicar aos analfabetos que imprensa também tem câmeras e auxiliares que trabalham. Vários meios de comunicação já estão enviando de volta profissionais que não terão o que fazer quando voltarem. As redes de Tv pagam por essa arrogância. Pessoas serão demitidas. Este é o país do 8 ou 80.

Na Copa de 2006 a concentração se tornou uma festa, todos tinham direito a tudo. Para mostrar correção, não é necessário proibir tudo. E por que a Globo não critica? As outras redes não criticam veementemente? Medo do Brasil ganhar e ter que escutar que eles estavam certos. Se eu fosse dono do banco que patrocina a camisa de treinos da seleção daria um telefonema ao Ricardo Teixeira e avisaria que como os treinos são secretos, o dinheiro que paga o salário dos jogadores e comissão técnica não vai chegar. Não vi, como vou pagar algo que não vi. Dizem que esse banco colocou R$ 200 milhões nesse patrocínio. E não preciso aguentar o Jorginho com o discurso ufanista do patriotismo, que quem não está a favor está contra.

Podemos até ganhar a Copa. Não estou falando de futebol. Estou falando de respeito pelo povo brasileiro e pelos profissionais que trabalham na Copa. A seleção não é do Dunga ou do Jorginho, ela é eterna, ela existe independente da existência deles. ou da CBF.

Abraços a todos!
RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

5 comentários:

Roniel A. Julio disse...

Amigo Luís, sinceramente, eu não acredito que essa obra será feita com o dinheiro do setor privado não, e, como sempre, quem vai pagar a conta somos nós, como sempre... Tem coisas que não mudam nunca, infelizmente. Abraços. Roniel.

Vanda disse...

Já me acostumei com essas coisas no Brasil, não sei porque.
É triste o Morumbi não receber os jogos, eu já me planejava para assistir.Mas...
Construir estádio com dinheiro publico?? Uma falta de respeito.
Quanto ao Dunga, vc disse tudo!

paqueranainternet disse...

Rapaz, so vão criticar fortemente a seleção quando ela foi desclassificada, inclusive vão falar de erros que foram obvios nos outros jogos e que nao falaram antes.

Guilherme Freitas disse...

O Morumbi foi vetado devido a crise política entre o São Paulo FC e Ricardo Teixeira. O presidente da CBF, infelizmente, tem muito poder e usou deste poder para vetar o estádio. A cidade de São Paulo não precisa de um novo estádio. O Morumbi está no nível de algumas arenas na África do Sul, como citam jornalistas brasileiros que estão lá. Isso tudo é política. Abraço.

jefhcardoso disse...

Achei inviável financeiramente descartar o Morumbi e construir outro estádio.
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Postar um comentário

  ©Antropomidia | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger